Blog do Bloco

Arquivo : blocos

Ainda é Carnaval: mais de 50 blocos desfilam por São Paulo no fim de semana
Comentários Comente

jussarasoares

Dedicado aos anos 80, Chega Mais desfila domingo, na Vila Madalena. Foto: Rogério Cassimiro/UOL

Dedicado aos anos 80, Chega Mais desfila domingo, na Vila Madalena. Foto: Rogério Cassimiro/UOL

São Paulo tomou gosto pelo Carnaval de Rua e não quer se despedir da folia. Neste fim de semana, mais de 50 blocos ainda fazem seus desfiles em vários pontos da cidade.  Alguns com potencial para atrair multidões, como o estreante Bloco Catuaba, que sai no sábado (13), às 16h, na Rua Frei Caneca, na Consolação. No Facebook, são 19 mil confirmados e 34 mil interessados no evento que promete  axé, pagode e pop nas caixas de som.  Com o mesmo estilo musical e no mesmo o dia, o Primavera, Te Amo também deve lotar as ruas de Pinheiros. A concentração começa às 12h, na Rua Padre Carvalho.  Já no domingo (14), às 14h,  tem o bloco da balada festa Santo Forte, do DJ Tutu Moraes.

O fim de semana ainda tem espaço para o forró com o Bloco Gonzagão e Rindo À Toa, comandado pelo grupo Falamansa, ambos no sábado (13).  Já os hits de divas internacionais embalam o Meu Santo é Pop!, na Frei Caneca (sábado, 13). Quem curte os anos 80 vai  se divertir no Chega Mais, na Vila Madalena, totalmente dedicado ao som da década (domingo, 14).  Outro bloco com pegada retrô é o Vou de Táxi, que reverencia os anos 90 (domingo, 14, na Avenida Faria Lima).

Outros destaques da programação no sábado (13) são os blocos Bagaça e Nu Vuco Vuco, que saem no sábado (13), na Lapa. No domingo (14), boas pedidas são o Dona Armênia, grupo fundado por mulheres que sai na Armênia; o Bloco do Síndico, cujo repertório é dedicado a Tim Maia, em Moema; o Pequeno Burguês, um dos maiores blocos de Santana; e o Me Lembra que Eu Vou, que faz seu segundo desfile na Vila Madalena.

A expectativa do secretário municipal de Cultura, Nabil Bonduki, é que o pós-Carnaval leve tanta gente às ruas como os fins de semana anteriores. “Mesmo sem a presença de megablocos, como Sargento Pimenta e Monobloco, acredito que vamos ter uma surpresa. As pessoas, principalmente os jovens, estão curtindo se encontrar e ocupar o espaço público. E o Carnaval potencializa esse desejo”, observa. Para Bonduki, quem viajou no feriado vai ajudar a engrossar a multidão no pós-Carnaval. Para atender a demanda, o secretário afirmou que a administração público manterá a mesma estrutura dos dias de folia. “Não podemos relaxar.”

Confira a programação completa e escolha em qual bloco você vai se despedir desse período de fantasia e purpurina.

 

Sexta-feira,  12 de fevereiro

 Ma-que-Bloco
Horário: 16h
Concentração: Rua Maria Borba, 85 – Consolação

 Foliópolis
Horário: 13h
Concentração: Flor do Pinhal,nº 03com rua Florestal, 45 – Vila Heliópolis

Quarteirão na Folia
Horário: 13h
Concentração: Rua Canção do Exílio , Rua Menino do Engenho, quadra do CCA Plácidos-  Jardim São Savério.

Folistela
Horário: 13h
Concentração: Rua Pinto Nazario,470 –  Sacomã

Boqueirão Folia
Horário: 13h
Concentração: Rua Vitoria –  Ipiranga

 

Sábado – 13 de fevereiro

 Bloco Rindo à Toa
Horário: 14h30
Concentração: Avenida Faria Lima, 364 – Pinheiros

Bloco do Descubra
Horário: 12h
Concentração: Largo Senador Raul Cardoso – Vila Clementino

 RabuSuju
Horário: 12h
Concentração: Esquina da Rua Luís Goés com Rua Napoleão de Barros – Vila Mariana

 Bloco Enterro dos Ossos
Horário: 13h
Concentração: Av. Lins de Vasconcelos (Praça Comunitária da Vila Mariana)

Se Joga
Horário: 14h
Concentração: Rua Simão Álvares, 780 – Pinheiros

Os Madalena
Horário: 11h
Concentração: Rua Fidalga, 826 – Vila Madalena

Primavera, Te Amo: DJs embalam multidão com axé, pagode e pop. Foto: reprodução.

Primavera, Te Amo: DJs embalam multidão com axé, pagode e pop. Foto: reprodução.

Bloco Primavera, Te Amo
Horário: 14h
Concentração: Rua Padre Carvalho – em frente ao Bar Pirajá – Pinheiros

Bloco Erêtantã
Horário: 14h
Concentração: Praça Elis Regina – Butantã

Cobras Daoito
Horário: 15h
Concentração: Rua Vilar da Veiga – Vila São Domingos

Bloco Presepadas
Horário: 12h30
Concentração: Rua Amazonas – Bom Retiro

Bloco Meu Santo é POP
Horário: 15h
Concentração: Rua Frei Caneca (Esquina com Peixoto Gomide) – Consolação

Bloco Rolando a Rocha Toda
Horário: 16h
Concentração: Rua Rocha, 193 – Bela Vista

Cordão do Jamelão
Horário: 14h
Concentração: Rua Rui Barbosa, 716 –  Bela Vista

Me aBrasa
Horário: 15h
Concentração: Rua Itapeva (esquina com São Carlos do Pinhal) – Bela Vista

Quero Morrer Amigo!
Horário: 15h
Concentração: Praça Marechal Deodoro – Santa Cecília

Bloco Carnavalesco Ressaca do Belo Gole
Horário: 12h
Concentração: Rua Aliança Liberal, 1010 –  Vila Leopoldina

Bloco do Bagaça
Horário: 13h
Concentração: Rua Domingos Rodrigues com a Rua Isaac Annes – Lapa

Nu VucoVuco
Horário: 13h
Concentração: Praça Cornélia – Lapa

Marcelo Leme Cultural Parque Peruche
Horário: 12h
Concentração: Espaço Cultural Parque Peruche -Rua Dr. Gabriel Covelli, 126

Bloco do Peri
Horário: 12h
Concentração: Praça da Feira de Quarta, 20 – Casa Verde

Carnacol Folia
Horário: 17h
Concentração: Rua Jackson Pollock – Colônia

Bloco Gonzagão
Horário: 14h
Concentração: Esquina da Rua Costa Lobo com a Rua Felinto de Almeida – Vila Madalena

Banda Carnavalesca Macaco Cansado
Horário: 13h
Concentração: Esquina da Rua Harmonia com a Rua Aspicuelta – Vila Madalena

Mad Fitness
Horário: 11h
Concentração: Rua Fidalga, aproximadamente, 826 – Vila Madalena

Núcleo Folia
Horário: 13h
Concentração: Rua José Máximo Ferreira esquina com Rua Vira Folhas – Jardim Graúna

MedPholia
Horário: 13h
Concentração: Rua Oscar Freire, 1900 – Pinheiros

Catuaba
Horário: 16h
Concentração: Rua Luís Coelho esquina com Frei Caneca – Consolação

Unidxs do Grande Mel
Horário: 15h
Concentração: Praça Dom José Gaspar – República

Domingo – 14 de fevereiro

Bloco do Santo Forte
Horário: 14h
Concentração: Mirante 9 de Julho – Rua Carlos Comenal, s/n – Bela Vista

Me Lembra que Eu Vou: concentração na Rua Fidalga, domingo (14). Foto Divulgação

Me Lembra que Eu Vou: concentração na Rua Fidalga, domingo (14). Foto Divulgação

Me Lembra que Eu Vou
Horário: 15h
Concentração: Rua Fradique Coutinho – 2200

G.R.S.C. Escola de Samba Acadêmicos do Parque Bristol
Horário: 13h
Concentração: Rua José Pinto Tavares, 120 – Parque Bristol

Vou de Táxi
Horário: 10h
Concentração: Avenida Faria Lima, em frente ao Bar Pirajá – Pinheiros

Bloco do Síndico
Horário: 15h
Concentração: Av. Hélio Pellegrino, na Praça Edgar Hermelindo Leite – Moema

Bloco Chega Mais
Horário: 9h30
Concentração: esquina das ruas Mourato Coelho e Inácio Pereira da Rocha

BloCão
Horário: 14h
Concentração: Praça Guilherme Kawall – Pinheiros

Oração, o Bloco das Coleguinhas
Horário: 14h
Concentração: Rua da Consolação, 2659

Filhos de Glande
Horário: 17h
Concentração: Largo de Pinheiros

Descontrole Folia
Horário: 11h
Concentração: Av. Vaticano – Jardim João XXIII

Bloco do Chocolatte
Horário: 13h
Concentração: Rua Santo Elizeu – Vila Maria

Bloco de Rua Sound System
Horário: 11h
Concentração: Rua Roberto Caetano Maria Lenci – Vila Maria

Bloco Vem Pro Trem das Onze
Horário: 9h30
Concentração: Rua Irmã Emerenciana – Jaçanã

Bloco da Diversidade
Horário: 17h
Concentração: Largo do Arouche – República

Bloco da Dona Armênia
Horário: 12h
Concentração: Rua Paulino Guimarães, 56 – Armênia

Bloco Refugiamados
Horário: 15h
Concentração: Rua Mauá, 400 –  Santa Ifigênia

Bloco Carnavalesco Tio Helião
Horário: 15h
Concentração: Rua Manuel Gaya, 700 – Vila Nova Mazzei

Bloco Ressaca dos Amigos
Horário: 11h
Concentração: Rua Gurupa, 210 – Lapa

Cordão Carnavalesco Rua do Samba Paulista
Horário: 10h
Concentração: Rua Icatuaçu,157 –  Vila Bancária Munhoz

Bloco do Gabi – Ousadia e Alegria!
Horário: 16h
Concentração: Rua Filipe Lauri, 4 –  Conjunto Residencial José Bonifácio

Zumbiido Afropercussivo
Horário: 9h
Concentração: Casa de Cultura da Brasilândia

Bloco do Pequeno Burguês
Horário: 12h30
Concentração: Praça Domingos Correia da Cruz – Santana

Bloco Todomundo
Horário: 15h
Concentração: Praça das Corujas – Vila Madalena


Em SP, novos blocos surpreendem e estão entre os que mais atraíram foliões
Comentários Comente

jussarasoares

Tô de Bowie: ideia inicial era reunir 200 pessoas.Foto: Rogério Casemiro/UOL

Tô de Bowie: ideia inicial era reunir 500 pessoas. Foto: Rogério Casemiro/UOL

A ideia inicial era modesta: reproduzir músicas do ícone pop David Bowie em caixas de som colocadas dentro de um carrinho de supermercado e arrastá-lo pelas ruas de Santa Cecília, na região central de São Paulo.  A meta era reunir 500 amigos com raios pintados no rosto,  inspirados na capa do disco “Alladin Sane” (1973) . Se o público chegasse a 2000 pessoas, os idealizadores do Tô de Bowie – Antonio Renato de Souza, Luiz Eduardo Franco e Cauê Yutti –  já se credenciariam para falar que o bloco estava ” bombando.”  No entanto, na tarde de terça (9), quando o bloco foi às ruas pela primeira vez o que se viu foi um infinito mar de gente. De acordo com números consolidados pela Secretaria Municipal de Cultura, 40 mil pessoas estiveram no cortejo.  A variação fica entre 35 mil (mínimo) e 45 mil (máximo), o que torna o Tô de Bowie, fundado por três foliões que se aventuraram na produção de eventos, o quinto maior bloco da cidade.

A ideia de um bloco em homenagem ao compositor e cantor inglês virou um fenômeno na internet. Mesmo antes da morte de Bowie, no dia 10 de janeiro, o desfile já tinha 8 mil confirmados no Facebook.  Com o falecimento do ídolo, as confirmações se multiplicaram. O evento alcançou 31 mil confirmados e outros 42 mil interessados em participar. Tamanho interesse acendeu o alerta nos organizadores e na própria prefeitura. Os idealizadores do bloco, que conseguiram o patrocínio de uma cervejaria, correram a contratar um trio elétrico e montar às pressas uma banda.  Os 11 músicos só tiveram tempo suficiente para adaptar seis canções de Bowie em marchinhas, entre elas “Rebel Rebel” e “Young American”.  No resto do tempo, os foliões foram embalados por DJ com canções de Bowie, Iggy Pop, Lou Reed e Beach Boys.  Já a administração pública, para evitar o caos, mudou o trajeto: o cortejo, que inicialmente seria na Santa Cecília, saiu da Praça Princesa Isabel, passou pela Avenida Rio Branco e seguiu em direção ao Vale do Anhangabaú.”Nossa estrutura é muito pequena,  não imaginávamos o que o bloco iria virar. Acho que as pessoas ficaram curiosas com a proposta”, diz o maquiador Antônio Renato de Souza, de 27 anos.

Na frente do Tô de Bowie no ranking dos eventos que mais atraíram foliões, apenas blocos com assinatura de produtores profissionais e com famosos. No topo da lista, está Acadêmicos do  Baixo Augusta, do produtor e apresentador Ale Youssef, que atraiu no mínimo 120 mil e no máximo 180 mil pessoas.  O número “realista” com o qual a secretaria de Cultura prefere trabalhar é de 150 mil.  Bangalafumenga/Sargento Pimenta, da Oficina de Alegria, e BlocoON com Sidney Magal, produzido em parceria com uma cervejaria, atraíram de 50 a 60 mil pessoas. Já o Monobloco, produzido pela Pipoca.Co, arrastou entre 40 e 50 mil. (Veja abaixo a lista completa abaixo).

 

Domingo Ela Não Vai: axé retrõ no centro de São Paulo. Foto: Gero/Estadão Conteúdo

Domingo Ela Não Vai: axé retrô no centro de São Paulo. Foto: Gero/Estadão Conteúdo

O Tô de Bowie não foi o único a estrear com o status de “megabloco”.  Domingo Ela Não Vai e Desmanche, ambos dedicados ao “axé retrô”, tiveram um público médio de 40 mil foliões (variação estimada entre 30 mil e 45 mil) dançando ao ritmo de É o Tchan, TerraSamba e Tchakabum, no centro da capital no domingo (7). Ficaram à frente do balado Tarado Ni Você, que homenageia Caetano Veloso e reuniu em média 30 mil pessoas no sábado (6). “O axé com coreografias já não é tão forte, mas depois de algum tempo as coisas tendem a ficar cult. São músicas da nossa infância. E quem não viveu essa época está descobrindo que gosta. Faltava um pouco de axé em São Paulo “, diz o jornalista e roteirista Alberto Pereira Jr., de 29 anos, criador do Domingo Ela Não Vai  junto com o amigo Rodrigoh Bueno, de 32 anos.

Inicialmente, a dupla tinha a expectativa de reunir 500 pessoas no desfile, mas as festas de “esquenta”‘ realizadas no Jongo Reverendo, na Vila Madalena, mostraram o potencial de sucesso. Na primeira delas, no dia 16 de janeiro, uma fila de 700 pessoas ficou para fora sem conseguir participar da festa.  No dia do desfile, a multidão fez com que o cortejo, que sairia do Praça do Patriarca para Teatro Municipal, fosse alterado na última hora. A prefeitura orientou que o bloco seguisse pela Libero Badaró até o Vale do Anhangabaú. Sem patrocínio, o bloco estreou com DJs tocando os hits em sua versão original.   “Chegamos a orçar uma mini-banda, mas não era um passo que podíamos dar”, explica.   Os sócios na folia investiram 6 mil reais no novo negócio para contratar trio elétrico, decoração e DJ. Daqui para frente, porém, a proposta é seguir com o bloco no Carnaval e realizar festas ao longo do ano. “Nunca foi só uma brincadeira. A ideia é fazer eventos com bandas para lembrar a época de ouro do axé”, conta Alberto.

Organizadores do Bloco do Desmanche estimam 100 mil pessoas no Centro de São Paulo. Foto: Tiago Queiroz/Estadão Conteúdo

Desmanche: com o sucesso do bloco, produtores querem fazer festa ao longo do ano. Foto: Tiago Queiroz/Estadão Conteúdo

Outro bloco que quer prolongar o sucesso do Carnaval é  o Desmanche, produzido pelo curador artístico Roger Zanardo, o Rogermultiuse, de 32 anos, e o empresário Ronaldo Rinaldi, de 31 anos, conhecido como DJ Click e dono de três casas noturnas na Rua Augusta, “A gente pretende alugar estacionamentos abandonados e fazer festas nos feriados”, adianta Rogermultiuse. Sem planejamento, o Desmanche  foi criado porque os organizadores viram, no fim de 2015, a divulgação da prefeitura anunciando o cadastramento dos blocos.  O público estimado na ocasião era 3 mil pessoas. Só no Facebook, 20 mil pessoas confirmaram presença. “Quando vimos a Rua Augusta tomada de gente, nos demos conta que foi o melhor dia da nossa vida”, diz Rogermultiuse. Diante do fenômeno de público, os produtores já pensam em ter dois trios elétricos para garantir som de qualidade aos foliões.

Em 2016, 355 blocos se cadastraram para desfilar na cidade. Foram 95 a mais que em 2015, o que aponta que o paulistano está  mais interessado em produzir sua própria folia. “É uma tendência da cidade que as pessoas queiram blocos mais próximo delas”, acredita Bonduki, que comemora o fato de blocos paulistanos terem se tornado protagonistas da festa. “Os blocos de fora perderam a primazia. O Carnaval da cidade está ganhando uma identidade própria.”

 

Ranking de público nos principais blocos de São Paulo

BLOCOSMínimo (em mil)Realista(em mil)Máximo (em mil)
Acadêmicos do Baixo Augusta120150180
Bangalafumenga e Sargento Pimenta505560
BlocON com Sidney Magal505560
Monobloco404550
Tô de Bowie354045
Ilú Obá De Min (dois desfiles)354045
Domingo ela não vai304045
Desmanche304045
Tarado ni você253035
Bastardo (foram 4 desfiles)203036
Casa Comigo202530
Pilantragi202530
Agrada gregos182025
Maluco Beleza (Alceu Valença)151820
Gambiarra151820
Chá da Alice151820
Unidos do BPM151820
Ritaleena101518
Bregsnice101518
Confraria do Pasmado101215
Espetacular Charanga do França101215
Bloco Urubó81012
Agora vai81012
TOTAL609741856

Fonte: Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo


A seleção do Blog: 22 blocos de SP para não ficar em casa no Carnaval
Comentários Comente

jussarasoares

Tarado Ni Você desfila dia 6 de fevereiro, sábado de Carnaval, no Centro em SP. Foto: Giselle Galvão

Tarado Ni Você desfila dia 6 de fevereiro, sábado de Carnaval, no Centro em SP. Foto: Giselle Galvão

É Carnaval! E, finalmente, não é mais preciso sair de São Paulo para curtir a folia. Há opções para todos os públicos: samba, marchinha, axé e, acredite, até jazz e punk! Tem muito bloco para curtir com os amigos e outros que as famílias com crianças são super bem-vindas.  Para facilitar a escolha do folião, o Blog do Bloco fez uma seleção de 22 blocos para ninguém ficar em casa entre sábado (6) e terça (9).

Sábado – 6 de fevereiro
Bloco Carnavalesco João Capota na Alves
Horário: 12h
Concentração: Rua Oscar Freire, próximo da Estação Metrô Sumaré – Pinheiros
Por que ir? Bloco faz seu nono desfile, sempre com muita gente fantasiada e o clima descontraído dos autênticos blocos de rua.

Bloco 77 – Os Originais do Punk
Horário: 15h
Concentração: Esquina da Rua Simão Álvares com a Rua Cardeal Arcoverde – Pinheiros
Por que ir?  Transforma os clássicos do punk rock nacional em marchinha.

Bloco Bollywood
Horário: 15h
Concentração: Rua Nestor Pestana, 163 – Consolação
Por que ir? O bloco que transformar o Carnaval de São Paulo na primeira festa indiana de rua do Brasil.

Bloco Minhoqueens
Horário: 16h
Concentração: Praça Marechal Deodoro (Esquina com Avenida Angélica)
Por que ir? Foliões caracterizados de drag queens fazem cortejo ao som de marchinhas de carnaval e divas do pop. Baladão garantido!

Bloco Urubó
Horário: 12h
Concentração: Casa de Cultura Salvador Ligabue (Largo da matriz de nossa senhora do ó, 215)
Por que ir?  Tradicional bloco da Freguesia do Ó, que mostra que pode ter folia boa em todos os cantos da cidade.

Bloco Bastardo
Horário: 17h
Concentração: João Moura (entre as Ruas Teodoro Sampaio e Cardeal Arcoverde) – Pinheiros
Por que ir? Bloco incansável que faz quatro desfiles durante o Carnaval. O cortejo é puxado por um carrinho de tração manual. Simpatia pura. Confira todas as datas de saída aqui.

Bloco Jegue Elétrico 
Horário: 16h
Concentração: Esquina da Rua Lisboa com Rua Teodoro Sampaio – Pinheiros
Por que ir?  Tradicional bloco que anima o público com composições autorais e bem-humoradas.

CantoAqui ComoAli
Horário: 14h
Concentração: Praça Dom José Gaspar – República
Por que ir? Porque pular Carnaval na Praça Dom José Gaspar é uma delícia, né?

Bloco Tarado Ni Voce
Horário: 11h
Concentração: Avenida Ipiranga com Avenida São João
Por que ir? Repertório dedicado à Caetano Veloso já é bom e, neste ano, o Tarado ainda faz uma homenagem à Tieta, personagem de Jorge Amado e sucesso como novela da Rede Globo.

 

Domingo – 7 de fevereiro

Agrada Gregos
Horário: 16h
Concentração: Esquina da Rua Carlos Sampaio com a Rua 13 de maio
Por que ir? Para quem curte pagode,  a concentração tem show com Adriana e  a Rapaziada. O cortejo sai em seguida ao som de música pop, axé e funk. “Troianos” devem evitar.

Bloco do Desmanche
Horário: 15h
Concentração: Rua Augusta, 765 – Consolação
Por que ir?  Vai misturar  axé dos anos 90, Funk Furacão 2000, samba das antigas, ritmos nordestinos, tropicalismo e brega.  É o primeiro ano do bloco, mas mesmo assim tem 10 mil pessoas confirmadas no Facebook e outras 19 mil interessadas.

Bloco do Fuá
Horário: 15h
Concentração: Rua Conselheiro Ramalho, 992 – Bela Vista
Por que ir?  Só toca marchinhas famosas e composições próprias.

Cordão Etílico Carnavalesco Amigos Pratododia
Horário: 12h
Concentração: Rua Barra Funda, 34 (Em frente ao Boteco Pratododia)
Por que ir?  Fundado por clientes, amigos e frequentadores das festas do Coletivo e Boteco Pratododia, que prezam pela boa música e boa cerveja.

Domingo Ela Não Vai
Horário: 16h20
Concentração: Praça do Patriarca  – Viaduto do Chá
Por que ir? Vai dá para dançar todas aquelas coreografias dos grupos de axé: passar de baixo da cordinha, ralar o tchan, descer na boquinha da garrafa, andar na prancha e outras pérolas do gênero.

Segunda – 8 de fevereiro

Bloco Não Serve Mestre
Horário: 13h
Concentração: Rua Rodésia – Vila Madalena
Por que ir? Samba, marchinha e música brasileira em clima de folia entre amigos e família.  Atrai muitas crianças.  A bateria é composta por cerca 30 pessoas.

BregsNice
Horário: 13h
Concentração: Faria Lima, 900 – Pinheiros
Por que ir? Repertório com techobrega e lambada. Neste ano, haverá a participação da dupla Hermes & Renato.

Bloco Esfarrapado
Horário: 13h
Concentração: Rua Conselheiro Carrão, 466 (Esquina com Rua 13 de Maio) – Bela Vista
Por que ir? Porque desde 1947 está levando a folia para as ruas do tradicional Bixiga. É para o bairro inteiro brincar.

O Espetacular Bloco da Charanga do França
Horário: 16h
Concentração: Rua Imaculada Conceição, 151 (Em frente a Conceição Discos)
Por que ir?  Porque é uma charanga, ou seja banda com trompete, trombone, sax e outros instrumentos de sopro acompanhados de percussão.

Unidos do Swing
Horário: 14h
Concentração: Praça Roosevelt
Por que ir? Trata-se de uma fanfarra que prova de que jazz combina com Carnaval!

Agora Vai, de São Paulo: bloco cresceu e recorreu à "vaquinha" para pagar carro de som. Foto: reprodução

Agora Vai, de São Paulo: desde 2004 fazendo Carnaval na Barra Funda. Foto: reprodução

 Terça-feira – 9 de fevereiro

Me Lembra que Eu Vou
Horário: 14h
Concentração: Rua Fradique Coutinho, 2200 – Vila Madalena
Por que ir? Embora seja o ano de estreia o bloco tem uma bateria swingada, comandada pela mestre Silvanny Rodriguez. O repertório é para dançar do começo ao fim.

Bloco Carnavalesco e Recreativo Agora Vai!
Horário: 15h
Concentração: Esquina Rua Tagipuru Rua Marta com Largo Padre Péricles – Santa Cecília
Por que ir?  Fundado em 2004, é um dos principais nomes da retomada do Carnaval de Rua paulistano. Grupos de amigos, famílias e crianças se divertem em clima de boa vizinhança.

Tô de Bowie
Horário: 15h
Concentração: Esquina da Rua Barão de Tatuí – Santa Cecília
Por que ir? Porque será uma grande homenagem carnavalesco doo cantor e compositor David Bowie, morto em janeiro. A proposta é adaptar clássicos do astro para ritmos brasileiros. Estreia neste ano.


Elza Soares participa do Bloco Afro Ilú nesta sexta (5), em SP
Comentários Comente

jussarasoares

Elza Soares faz show na Praça da República na sexta (5). Foto: divulgação

Elza Soares faz show na Praça da República na sexta (5). Foto: divulgação

 

Homenageada neste ano pelo  Bloco Afro Ilú Obá de Min, a cantora Elza Soares participa nesta sexta (5)  do cortejo pelo Centro de São Paulo do grupo formado apenas por mulheres. A concentração começa às 20h, na Praça da República, onde a artista fará um show.  A saída do bloco está marcada para às 21h e seguirá pela Avenida São Luiz e Rua Xavier de Toledo ate chegar à Praça das Artes.

O  Ilú é formado por 300 componentes que dançam e cantam em Yorubá dos terreiros de Candomblé e de diversas manifestações da cultura afro-brasileira e africana. Cinco composições que contam a trajetória de Elza também serão interpretadas pelas cantoras do bloco durante o cortejo.

Com 300 mulheres, Ilú faz cortejo no Centro de SP. Foto: divulgação

Com 300 mulheres, Ilú faz cortejo no Centro de SP. Foto: divulgação

Ao final do cortejo, previsto para ser concluído às 23h, o Ilú esticará a festa na Praça das Artes, sob o som das DJs Evelyn Cristina, Tata Ogan e Luana Hansen.

Fundado em 2004 pela percussionista, atriz e arte-educadora Beth Beli, o Ilú Obá De Min (cujo significado é “mãos femininas que tocam tambor para Xangô”), já homenageou personalidades negras como Raquel Trindade, Carolina Maria de Jesus, Leci Brandão e Rainha Nzinga.

Bloco Afro Ilú Obá de Min com Elza Soares
Data: 5 de fevereiro – sexta-feira
Concentração: 20h
Local: Praça da República


Mel Lisboa é madrinha de bloco na região da Cracolândia, em SP
Comentários Comente

jussarasoares

Em 2015, Mel Lisboa desfilou como a personagem Vanda Marquetti, da peça "Luz Negra".

Em 2015, Mel Lisboa desfilou como a personagem Vanda Marquetti, da peça “Luz Negra”.

A atriz Carolina Dieckmann é musa do Bloco da Preta, da cantora Preta Gil, no Rio de Janeiro. Em São Paulo, Fernanda Paes Leme rouba a cena no bloco Casa Comigo e Alessandra Negrini, rainha de bateria do Acadêmicos do Baixo Augusta, virou deusa absoluta da internet ao cruzar a Rua da Consolação como noiva. Em comum, os três blocos, além de terem atrizes como foliãs de luxo, arrastam multidões no pré-Carnaval. Na contramão dessa dobradinha “celebridade + bloco pop”, a atriz Mel Lisboa, de 34 anos, desfila pela quarta vez, no domingo de Carnaval (7), como madrinha do Cordão do Triunfo, que percorre as ruas da região da Cracolândia, no Centro de São Paulo. O público é de no máximo 1000 pessoas, no auge do cortejo.

Fundado em 2013, o grupo carnavalesco é ligado à companhia de teatro Pessoal do Faroeste, localizada na Rua do Triunfo.  A proposta é que o bloco seja um instrumento para  resgatar a história da Boca do Lixo, endereço que abrigou muitos empresas da indústria cinematográfica na década de 20 e 30. Neste ano, o tema está ligado à Cartografia Afetiva do Quadrilátero do Pecado,  projeto que a  companhia está desenvolvendo para conhecer os moradores e aproximar o público da área que ficou famosa pela concentração de prostitutas e bandidos.

“É uma área esquecida por todo mundo e alvo de muitos preconceitos. O bloco é uma maneira de divulgar o trabalho social da companhia na região”, diz Mel Lisboa, que está em cartaz no teatro Luz do Faroeste com o musical “Luz Negra”, do diretor Paulo Faria. A peça retrata a Frente Negra Brasileira, movimento que incluiu negros no contexto político, social e cultural de São Paulo.

Cordão do Triunfo desfila pelas ruas da Cracolândia .

Cordão do Triunfo desfila pelas ruas da Cracolândia .

Para Mel, o posto de madrinha de bateria é apenas uma chamariz. “Na verdade sou uma foliã como qualquer outra”, diz a atriz, que apesar do título não se preocupa com a fantasia que vai exibir. “Usamos os figurinos do acervo do teatro para desfilar.” No ano passado, ela desfilou caracterizada como a personagem Vanda Marquetti, que interpreta em “Luz Negra”.

O Cordão do Triunfo vai desfilar acompanhado da bateria do Conselho do Samba. Neste ano, o grupo fez uma marchinha que fala sobre a região, o incêndio do Museu da Língua Portuguesa e faz críticas à gestão do governador Geraldo Alckmin.  “É uma região que fica muito vazia. O nosso desfile parece um Carnaval do interior. As pessoas vão se juntando e há muitas crianças”, compara o diretor da companhia, Paulo Faria.

O bloco se concentra às 14h, na sede Luz do Faroeste, na Rua do Triunfo, 305, e segue pela ruas General Osório, Santa Ifigênia, Ipiranga, São João, Vitória e retorna à Rua do Triunfo. “Como outros blocos, o Cordão do Triunfo tem crescido ano a ano, apesar das pessoas ainda terem medo de frequentar a região. Eu sempre digo: pode ir de táxi e de metrô. O problema na região não é de violência é de saúde pública”, diz Mel.

Cordão do Triunfo
Data: 7 de fevereiro – domingo
Horário: 14h
Local: Rua do Triunfo, 301/305 – Santa Ifigênia

 

 


Em SP, prefeitura faz campanha contra violência sexual no Carnaval
Comentários Comente

jussarasoares

Leques com orientação sobre violência contra mulher serão distribuídos em blocos e no Anhembi. Foto: Rodrigo Paiva

Leques com orientação sobre violência contra mulher serão distribuídos em blocos e no Anhembi. Foto: Rodrigo Paiva

Cem mil leques como orientações sobre assédio, violência física e/ou sexual contra mulheres serão distribuídos no blocos de rua e no Sambódromo do Anhembi durante os dias oficiais de Carnaval. No material, estarão os telefones do Plantão de Atendimento e o QRCode (código de barra escaneado por celular) com direcionamento para o site da secretaria municipal de Políticas para Mulheres e para os endereços da Rede de Atendimento às Mulheres em Situação de Violência de Gênero.

Para atender mulheres que passarem por situação constrangedora ou que sofram qualquer tipo de violência de gênero, como xingamento, perseguição, abordagem invasiva, estupro, lesão corporal, agressão física, entre outros, haverá um plantão no Centro de Referência da Mulher – Casa Eliane de Grammont, na Vila Clementino. O funcionamento será de sábado (6) a terça (9), de 12h às 10h.

As ações fazem parte da campanha #foliasemmachismo da Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres, que participa pela primeia vez da Comissão Intersecretarial do Carnaval de Rua da Cidade de São Paulo. De acordo com pesquisa da Spturis (São Paulo Turismo) no primeiro fim de semana de blocos na ruas, 67% do público do  é feminino.

 

 

Serviço

CENTRO DE REFERÊNCIA DA MULHER – CASA ELIANE DE GRAMMONT
Endereço: Rua Dr. Bacelar, 20 (esquina com a Rua Estado de Israel) Vila Clementino
Telefones: (11) 5549-9339 ou 5549-0335
Dias: 6 a 9 de fevereiro, das 12h às 20h

 

 

 


Baixo Augusta se firma como maior bloco de SP e quer dois desfiles em 2017
Comentários Comente

jussarasoares

Alessandra Negrini é rainha de bateria do Baixo Augusta. Foto: Junior Lago/UOL

Alessandra Negrini é rainha de bateria do Baixo Augusta. Foto: Junior Lago/UOL

De endereço novo, o Acadêmicos do Baixo Augusta, que neste ano trocou a Rua Augusta pela Rua da Consolação, encerrou seu desfile na noite de domingo (31) como o maior bloco de São Paulo. De acordo com números da secretaria de Cultura, foram cerca de 130 mil pessoas.  A multidão fez os organizadores estimarem, no auge da festa, em 200 mil foliões. “Vamos ficar com o número oficial. Estamos felizes de sermos o primeiro bloco  a ultrapassar a barreira de 100 mil pessoas em São Paulo,  ainda mais em um dia repleto de outras opções. A cidade mostrou que está apaixonada pelo Carnaval de rua, que está redescobrindo essa paixão antiga que vem desde a época dos cordões”,  disse o produtor e apresentador Ale Youssef, presidente do Baixo Augusta.

Ainda sob o efeito do desfile, os organizadores do bloco já pensam em 2017.  A ideia é que o Baixo Augusta passe a fazer dois desfiles no próximo ano: um no pré-Carnaval e outro durante o Carnaval. “A intenção é fazer o último desfile para encerrar o Carnaval. Talvez na Quarta-feira de Cinzas”, adianta Youssef.

Para o produtor e agitador cultural, a tendência é que, com a consolidação do Carnaval de rua em São Paulo, os blocos maiores passem a se interessar também pelos dias oficiais de folia. “É importante que os blocos grandes passem a ocupar também o período do Carnaval”, defende.

Público estimado na Rua Consolação foi de 130 mil.

Público estimado na Rua Consolação foi de 130 mil pessoas.

Fundado em 2009, o Baixo Augusta se tornou uma organização não governamental no final de 2014.  Neste ano, seu tema foi “Família Augusta”, um protesto ao Estatuto da Família que tramita no Congresso. “A força do Baixo Augusta é ter um um espírito ativista. As pessoas abraçam a causa”, diz Youssef.

Para o secretário municipal de Cultura Nabil Bonduki, o destaque do Baixo Augusta, originalmente paulistano, como maior bloco é a consolidação do movimento carnavalesco com a participação dos moradores.  “O Baixo Augusta não é de fora. Isso mostra que os grupos da cidade estão cada vez mais se consolidando, com cidadania e o envolvimento das pessoas”, observa.

Entre os blocos com filiais em São Paulo, o carioca Monobloco, cuja bateria paulistana tem 130 ritmistas, levou  90 mil pessoas para o Ibirapuera, segundo a Polícia Militar. Já o pernambucano Alceu Valença se apresentou sábado (30) para 40 mil foliões, também na região do Monumento às Bandeiras.  A Avenida Tiradentes reuniu, segundo a prefeitura 40 mil pessoas no sábado, para a apresentação do trio Bangalafumenga, grupo carioca de bateria paulistana; o Sargento Pimenta, do Rio de Janeiro, e o paulistano Chega Mais.  Os organizadores falam em 80 mil.

Na Avenida Brigadeiro Faria Lima, o Casa Comigo, fundado na Vila Beatriz, atraiu uma multidão no sábado (30). De acordo com estimativas da Secretaria de Cultura, foram 30 mil pessoas. Para os organizadores, 55 mil. Já o Confraria do Pasmado, que encerrou seu desfile no Largo da Batata, atraiu 20 mil pessoas, segundo os números da administração pública. Já a direção do Pasmado estima que até 40 mil pessoas passaram pelo evento.

Os números preliminares apontam que 600 mil pessoas participaram do Carnaval de Rua em São Paulo. Os dados finais devem ser contabilizados nesta terça-feira (2).

 


Mulheres são quase 70% dos foliões no Carnaval de rua de São Paulo
Comentários Comente

jussarasoares

Foliã curte o Monobloco na manhã de domingo no Ibirapuera. Foto: Rodrigo Paiva/UOL

Foliã curte o Monobloco na manhã de domingo no Ibirapuera. Foto: Rodrigo Paiva/UOL

Estimativas preliminares da Prefeitura de São Paulo indicam que pelo menos 600 mil pessoas aproveitaram os 139 blocos que desfilaram nesse fim de semana de pré-Carnaval na capital. E as ruas foram tomadas, principalmente, por foliãs. Do total de público, 67% eram mulheres, como apontam os resultados parciais da pesquisa de campo do Observatório de Turismo e Evento da Spturis (São Paulo Turismo) realizada durante os blocos do sábado (30) e de domingo (31) pela manhã.

O levantamento da Spturis  mostra que 97% do público mora em São Paulo e revelou também que há mais pessoas interessadas em aproveitar a folia na cidade: 71% dos entrevistados afirmam que ficaram por aqui para curtir o Carnaval, e 64% acompanharam os blocos pela primeira vez.

Entre os foliões com mais experiência, 14% passaram o frequentar as festas nas ruas no ano passado. Em 2014, foi a estreia de 35% dos entrevistados. Já 2013 foi o primeiro ano para 25% dos foliões, e 2012 para 10% das pessoas. Quatorze por cento disseram que participam dos eventos há mais de quatro anos.

A pesquisa também aferiu a avaliação do público sobre a infraestrutura da festa. Para 66%, os banheiros são suficientes e 87% declararam terem vistos ambulância para atendimento. A avaliação foi positiva (acima dos 90%) para facilidade de locomoção, sensação de segurança dos blocos, limpeza pós-desfiles e organização.

De acordo com a pesquisa, 81% percebem o crescimento do Carnaval de rua de São  Paulo e 98% dos entrevistados dizem que a prefeitura deve continuar apoiando. Os números finais sobre o total de foliões no fim de semana deve ser divulgado na terça (2).


No Rio, Bloco da Preta e Simpatia levam milhares às ruas; veja o roteiro
Comentários Comente

jussarasoares

Em novo endereço: Bloco da Preta desfila na Rua 1° de Março. Foto: Felipe Panfili/Agnws

Em novo endereço: Bloco da Preta desfila na Rua 1° de Março. Foto: Felipe Panfili/Agnws

No último fim de semana antes do Carnaval, blocos com capacidade para atrair multidões vão ocupar as ruas do Rio de Janeiro. O maior deles  é o Bloco da Preta, da cantora Preta Gil, que por causa das obras da Avenida Rio Branco fará seu desfile na Rua 1° de Março, no Centro. a partir das 13h, no domingo (31).  A expectativa é atrair 400 mil pessoas e reunir famosos, como a atriz Carolina Dieckmann, em cima do trio elétrico.

No sábado (30), outro campeã de público, o Simpatia é Quase Amor, desfila às 16h, na Praça General Osório, em Ipanema. Já o Bloco Brasil, que se dedicado à MPB,  se apresenta às 15h na Praça Almirante Julio de Noronha, no Leme, para um público estimado de 25 mil.

No domingo (31), não faltam boas opções como Empolga às 9, que sai às 16h no Posto 9 em Ipanema; e o tradicional Suvaco de Cristo, no Jardim Botânico, às 10h. O divertido Fogo& Paixão, que exalta a música brega, desfila no Largo São Francisco, no Centro. E os fãs de sertanejo poderão cair na folia com o bloco Chora, Me Liga, que se concentra às 8h em frente ao Forte de Copacabana. O cortejo será comandado pela dupla João Lucas & Matheus.

 

 

 

Sábado – 30 de janeiro

Simpatia é Quase Amor
Horário: 16h
Local:  Praça General Osório – Ipanema

Em Ipanema, Simpatia é Quase Amor espera 100 mil foliões: Foto:  Rafael Rolim/UOL

Em Ipanema, Simpatia é Quase Amor espera 100 mil foliões: Foto: Rafael Rolim/UOL

Bloco Brasil
Horário: 15h
Local:  Praça Almirante Julio de Noronha – Leme

 

Xupa Mas Não Baba
Horário:  14h
Local: Rua Alice, nº 1 – Laranjeiras

Areia
Horário: 11h
Local:  Rua Dias Ferreira, entre a Avenida Bartolomeu Mitre e a Rua General Urquiza – Leblon

Imaginô? Agora Amassa!
Horário: 10h
Local: Rua José Linhares, esquina com Rua Conde de Bernadote – Leblon

Parei de Beber, Não de Mentir!
Horário: 14h
Local: Praça do Bandolim – Curicica

Banda do Pechincha
Horário: 16h
Local: Largo do Pechincha – Pechincha

Embalo da Barão
Horário: 16h
Local:  Country Clube da Praça Seca – Praça Seca

Põe na Quentinha?
Horário:  14h
Local: Rua Conselheiro Saraiva, em frente ao nº 39 – Centro

Eu Amo a Lapa
Horário: 21h
Local: Praça Cardeal Câmara (Arcos da Lapa)

Alegria da Mangueira
Horário:  19h
Local:  Campo da UPP Mangueira – Rua Visconde de Niterói – Mangueira

Céu na Terra
Horário: 8h
Local:  Praça Odylo Costa Neto – Santa Tereza

Pinto Sarado
Horário: 17h
Local:  Traessa Sara – Santo Cristo

Imperadores de São Cristóvão
Horário: 18h
Local: Rua General José Cristino, nº 19 – São Cristóvão

Batuque de Ciata
Horário: 17h
Local: Praça Coronel Assunção (Praça da Harmonia) – Saúde

Banda da Zulmira
Horário: 18h
Local: Praça Niterói – Maracanã

Butano na Bureta
Horário: 14h
Local:  Rua Senador Furtado, esquina com Rua Pará – Maracanã

Banda do Tijuca
Horário: 18h
Local:  Tijuca Tênis Clube – Tijuca

Banda Haddock
Horário:  18h
Local: Rua Afonso Pena, nº 10 – Tijuca

Mini Bloco
Horário: 10h
Local:  Praça Xavier de Brito – Tijuca

Banda de Vila Isabel
Horário: 18h
Local: Boulevard 28 de Setembro, esquina com a Praça Barão de Drummond – Vila Isabel

Plantão Bom é Samambaia
Horário: 12h
Local:  Praça Maracanã – Vila Isabel

Ilha Encosta que Ele Cresce
Horário: 16h
Local:  Praça Jerusalém – Jardim Guanabara

Os Monarcas
Horário: 15h
Local:  Praia da Engenhoca (Quiosque 5) – Ribeira

Calma Amor
Horário: 17h
Local: Praça Ferreira Souto – Irajá

Banda Devassa
Horário: 18h
Local: Rua Patagônia, entre a Rua Quito e Rua Nicarágua – Penha

Fuzuê… Só Alegria Pra Você!
Horário: 18h
Local:  Rua Chapadinha, nº 02 – Del Castilho

Serrote Afiado
Horário: 18h
Local: Rua Mario ferreira, 217 – Engenho da Rainha

Quem Mora no Méia Não Bobéia
Horário: 20h
Local: Rua Dias da Cruz, esquina com Rua Silva Rabelo – Méier

É Isso que Eu Te Falo!
Horário:  18h
Local:  Rua Capitão Teixeira, entre as Ruas Frei Miguel e Santa Marta – Realengo

Bloco da Sá Pereira Infantil
Horário: 10h
Local:  Bloco da Sá Pereira Infantil – Botafogo

Banda Bandida
Horário: 17h
Local: Rua Rodolfo Dantas, entre a Av. Nossa Senhora Copacabana e Rua Barata Ribeiro – Copacabana

Bloco dos Mendigos
Horário: 13h
Local: Rua Bulhões de Carvalho, esquina com Rainha Elizabeth – Copacabana

Domingo – 31 de janeiro
Suvaco de Cristo
Horário:  10h
Local: Rua Jardim Botânico, esquina com Rua Faro – Jardim Botânico

O tradicional Suvaco de Cristo desfiça às 10h, no Jardim Botânico: Foto: Marcos Pinto/UOL

O tradicional Suvaco de Cristo desfiça às 10h, no Jardim Botânico: Foto: Marcos Pinto/UOL

Chora, Me Liga
Horário: 10h
Local:  Avenida Atlântica, altura do Posto 6 – Copacabana

Empolga às 9h
Horário: 16h
Local: Praia de Ipanema, Posto 9 – Ipanema

Cortejo Cordão do Boitatá
Horário: 8h
Local: Arcos da Lapa

Bloco da Preta
Horário:  12h
Local:  Rua Primeiro de Março, entre Rua Buenos Aires e Rua do Rosário – Centro

Fogo e Paixão
Horário: 11h
Local:  Largo de São Francisco – Centro

Escravos da Mauá
Horário: 13h
Local:  Largo São Francisco da Prainha

Gigantes da Lira
Horário: 9h
Local:  Praça Jardim Laranjeiras – Rua General Glicério – Laranjeiras

Larga a Onça, Alfredo!
Horário: 18h
Local:  Rua Ipiranga, em frente ao nº 49 – Laranjeiras

Quem Não Guenta Bebe Água
Horário: 14h
Local: Rua Gago Coutinho, esquina com Rua Marquesa de Santos – Laranjeiras

Se não quiser me dar, me empresta
Horário: 14h
Local: Avenida Vieira Souto, esquina com Rua Vinícius de Moraes – Ipanema

Banda da Barra
Horário: 15h
Local:  Avenida Lúcio Costa, em frente ao nº 3.600 – Bondinho da Banda da Barra

Bloco da Urubuzada
Horário: 14h
Local: Praça Afonso Pena – Tijuca

Bloco das Cacheadas
Horário: 11h
Local:  Rua Barão de Mesquita, 280 – Tijuca

Timoneiros da Viola
Horário: 15h
Local: Praça Paulo da Portela – Vila da Penha

O Fervo
Horário: 14h
Local:  Rua Maia de Lacerda, esquina com Rua Estácio de Sá – Centro

Eu Choro Curto Mas Rio Comprido
Horário: 16h
Local:  Rua Aristides Lobo, 250 – Rio Comprido

Tamo Junto in Folia
Horário: 16h
Local:  Rua Marechal Marciano, esquina com Santana de Ipanema (Praça das Juras) – Padre Miguel

 

 


139 blocos desfilam no fim de semana em São Paulo; confira a programação
Comentários Comente

jussarasoares

Bloco Casa Comigo desfila no sábado, 30, na Avenida Faria Lima.

Bloco Casa Comigo desfila no sábado, 30, na Avenida Faria Lima.

A folia vai tomar conta das ruas de São Paulo a partir desta sexta (29). Em três dias, 139 blocos desfilarão pela cidade. Para se ter uma ideia de quanto o fim de semana será agitado, durante os cinco de Carnaval serão 147 cordões. Além dos blocos que arrastam milhares de pessoas pelas ruas do Centro e Zona Oeste,  há cordões para todos os gostos em vários pontos da capital. Confira a programação completa e escolha em qual você vai se divertir.

 Sexta-feira – 29/01

Broco da Burocra
Horário: 18h
Local: Rua Matias Aires (Entre as Ruas Haddock Lobo e Augusta)

 Bantantã
Local: 14h
Concentração: Rua Desembargador Armando Fairbanks – Butantã

Vem ni mim que eu tô com tudo
Horário: 17h
Local: Rua Canadá, 301 – Jardim América

Bloco do Gracinha
Horário: 10h e 14h
Local: Rua Osiris Magalhães de Almeida, 144 – Jardim Monte Kemel (Butantã)

Bloco carnavalesco @migos do Samba.com.
Horário: 14h
Local: Praça Roosevelt – Centro

Bloco de Carnaval Pinto do Visconde
Horário: 18h
Local: Rua Caetano Pinto, 575 – Brás

Bloco do Faísca
Horário: 19h
Local: Rua Galvão Bueno, 83 – Liberdade

Bloco Carnavalesco Ramaloucos
Horário: 12h
Local: Rua Conselheiro Ramalho, 744 – Bela Vista

O Bloco Ritaleena fará seu segundo desfile em 2016. Foto: reprodução

O Bloco Ritaleena fará seu segundo desfile em 2016. Foto: reprodução

 

Sábado – 30/01

Bloco Fuzuê SP
Horário: 15h
Local: Rua Medeiros de Albuquerque – Vila Madalena

Unidos da Ressaca do Diabo
Horário: 15h
Local: Largo Senador Raul Cardoso – Vila Mariana

Turma do Funil
Horário: 14h
Local: Avenida 11 de Junho, 350 – Vila Clementino

Bloco Infantil Mamãe Eu Quero
Horário: 9h
Local: Praça Irmãos Karmann – Perdizes

Bloco Grande Família
Horário: 11h
Local: Avenida Moema, 161 – Moema

Unidos de Parque são Jorge
Horário: 18h
Local: Rua Antônio Macedo (início, ao lado do posto de gasolina) – Parque São Jorge
Moocarnaval
Horário: 15h
Concentração: Clube Escola Mooca – Rua Taquari, 549 – Mooca

Bloco Belém Belém
Horário: 12h
Local: Largo Ubirajara – Belém

Bloco do Fico
Subprefeitura: Ipiranga
Horário: 13h
Local: Esquina Rua dos Sorocabanos X Rua Agostinho Gomes e Rua Bento Vieira – Ipiranga

Bloco do onze
Horário: 13h
Local: Rua Amadis, 262 – Ipiranga

Bloco Carnavalesco Manga Rosa
Horário: 13h
Local: Rua Serranos esquina com Rua Patuaí – Vila do Bosque

Bloco do OPA!
Horário: 13h
Local: Esquina da Rua Cananéia, 7, com a Praça Centenário da Vila Prudente

Pimentas do Reino
Horário: 15h
Local: Rua Fidalga, 800 – Vila  Madalena

Bloco Volta Amélia
Horário: 16h30
Local: Rua Original, 87 – Vila Madalena

Avisa Lá
Horário: 14h
Local: Rua Simão Álvares com Arthur de Azevedo – Pinheiros

Nu’Interessa
Horário: 14h30
Local: Rua Filinto de Almeida (atrás do Fórum de Pinheiros) – Vila Madalena

Besta é Tu
Horário: 14h
Local: Rua Wisard, 252 (esquina com rua Girassol) – Vila Madalena

Bloco das Boleiras
Horário: 16h
Local: Praça Rafael Sapienza – Vila Madalena

Olha o sucesso!
Horário: 14h
Local: Rua da Consolação com Alameda Santos – Cerqueira César

A Ema Gemeu de Canto a Canto
Horário: 13h30
Local: Av: Brigadeiro Faria Lima, 364 – Pinheiros

Arrianu Suassunga
Horário: 17h
Local: Rua Guaicuí, 61 – Pinheiros

Bloco Zica
Horário: 17h
Local: Largo da Batata – Pinheiros

Perdendo a Linha
Horário: 14h
Local: Rua dos 3 irmãos com Rua Regente León Kaniefsky – Morumbi

Bloco de Carnaval – Flamengo Vila Maria
Horário: 13h
Local: Rua Dias da Silva, entre a Rua Andarai e Rua Diamantina – Vila Maria

Bloco Ziriguidum
Horário: 16h
Local: Avenida Tiquatira – Penha

B.U.M.A. Bloco Unidos da Maria Antonia
Horário: 13h
Local: Praça Rotary – Consolação

Banda Xique Xique do Cairo
Horário: 16h30
Local: Av. São João, 829 (Esquina com Rua Pedro Américo) – República

Bloco Fuzuê SP
Horário: 12h
Local: Praça Dom José Gaspar – República

Bloco Pau-Brasil
Horário: 15h
Local: Rua Jaceguai, 520 (Teatro Oficina) – Bela Vista

Bloco Ressaca do Cambuci
Horário: 14h
Local: Largo do Cambuci – Cambuci

Bloco Unidos do Acarajé
Horário: 14h
Local: Rua Martim Francisco, 529 (Esquina com a Rua Jaguaribe) – Santa Cecília

Blókõkê
Horário: 18h
Local: Rua Augusta (Esquina com Martinho Prado) – Consolação

Boêmios do Arouche
Horário: 16h
Local: Rua Sebastião Pereira – Arouche

Filhos da Santa
Horário: 14h
Local: Av. São João, 1830 (Quadra dos Filhos da Santa)

Oxente
Horário: 12h
Local: Rua Dr Cesário Mota Junior, 580 – Vila Buarque

Turma da Filó
Horário: 16h
Local: Avenida Vieira de Carvalho, 55 (Bar Caneca de Prata) –  República

Passaram a Mão na Pompeia
Horário: 13h
Local: Rua Ministro Ferreira Alves, 305 – Pompeia

Leopoldina tá em festa
Horário: 12h
Local: Rua Carlos Weber Esquina, alt. nº 988 Com Rua Milton Lodetti – Leopoldina

Bloco Saia de Chita
Horário: 13h
Local: Rua Tucuna, 1150 – Perdizes

Galosamba
Horário: 14h
Local: Rua Dona Germaine Buchard, 283 – Barra Funda

Cordão – Mi interna que eu to loco!
Horário: 10h
Local: Rua José Da Natividade Saldanha – Brasilândia

Bloco Calçada do Samba
Horário: 14h
Local: Rua Inácio Xavier de Carvalho, 200 – Brasilândia

Ai se me perdeu
Horário: 12h
Local: Rua Armando Coelho e Silva, 775 Parque Peruche – Clube Garcia D’Ávila

Grêmio Recreativo e Cultural do Imirim Brás Pereira Banda Show
Horário: 15h
Local: Rua Carolina Roque, 492 – Praça Maria Helena – Imirim

Raízes de Casa verde
Horário: 12h
Local: Avenida Baruel, 158 – Casa Verde

Príncipe Negro da Cidade Tiradentes
Horário: 18h
Local: Avenida dos Metalúrgicos,1081 (Quadra do Príncipe Negro da Cidade Tiradentes)

Afoxé Eletrico Orun Ilé
Horário: 19h
Local: Av. Metalúrgicos, 1081 – Cidade Tiradentes

Rainha Nzinga-Rainhas Negras Cidades Tiradentes
Horário: 22h
Local: Av. Dos Metalúrgicos, 1000 (Espaço Cultural Do Negro)

Bloco da Nega Zilda
Horário: 18h
Local: Av. dos Metalúgicos Nº 2.100 (Sacolão) – Centro Cultural Arte Em Construção.

Bloco Bicho Maluco Beleza
Horário: 10h
Local: Avenida Pedro Alvares Cabral/ Próximo ao Obelisco Ibirapuera/ Praça Ibrahim

Bloco da Ose
Horário: 12h30
Local: Rua Cristóvão Pereira, 1379 – Campo Belo

Bloco do Guerra
Horário: 14h
Local: Praça Pastor Stremme – Rua Cristovao Pereira com Rua Edison

Bloco carnavalesco Liberte a Ivonete
Horário: 12h30
Local: Rua Booker Pittman x Rua Verbo Divino – Santo Amaro

Ocupação
Horário: 18h
Local: Praça Bom Pastor na Rua Cesar Domênico com a Rua Professor Leôncio Gurgel – Itaquera

Acadêmicos do Ipanema
Horário: 12h
Local:  Rua Fillipo Juvara, 296 – Jardim Marília – Itaquera

Foliões da Sul
Horário: 11h
Local: Rua Artur Nunes da Silva 19 – Jabaquara

Bangalafumenga
Horário: 10h
Local: Avenida Tiradentes, próximo à Estação Tiradentes do Metrô

Sargento Pimenta
Horário: 14h
Local:  Avenida Tiradentes, próximo à Estação Tiradentes do Metrô

Chega Mais
Horário: 13h (previsão). Logo após o desfile no Banga e Sargento Pimenta
Local: Avenida Tiradentes, próximo à Estação Tiradentes do Metrô

Isso Memo
Horário: 16h
Local: Rua Ouro Grosso, 1458 com a Rua Armando Coelho e Silva, 16 – Parque Peruche

Bloco Ritaleena
Horário: 14h
Local: Esquina da Rua dos Pinheiros com rua Cônego Eugênio Leite – Pinheiros

Cordão Carnavalesco Kolombolo diá Piratininga
Horário: 14h
Concentração: Esquina da Rua Belmiro Braga, alt. nº 164 com a Praça Aprendiz das Letras – Pinheiros

Coração Bobo
Horário: 14h
Local: Praça Deputado Dario de Barros, 401 – Morumbi

Associação Recreativa e Cultural Bloco Carnavalesco Atrás do Copo
Horário: 12h
Local: Rua Doutor Rui Rodrigues Dória em frente ao Bar do Boni – Jardim dos Lagos

Bando 7
Horário: 12h
Local: Rua Girassol com a R. Purpurina – Vila Madalena

Bloco Casa Comigo
Horário: 11h
Local: Avenida Brigadeiro Faria Lima, esquina com Rua Coropé – Pinheiros

Me Fode que eu Sou Produção
Horário: 16h
Local: Praça Roosevelt – Centro

Os desvairados
Horário: 16h
Local: Rua Herculano de Freitas, 250 – Bela Vista

Todos Somos Carmen
Horário: 12h
Local: Praça Roosevelt esquina com a Rua Gravataí e Rua João Guimarães Rosa – Centro

Bloco Ciga-nos
Horário: 17h
Local: Viaduto Santa Ifigenia

Bloco Soviético
Horário: 15h
Concentração: Rua Haddock Lobo / Rua Matias Aires – Consolação

Desfile da Confraria do Pasmado é no domingo (29), em Pinheiros. Foto: Divulgação

Desfile da Confraria do Pasmado é no domingo (29), em Pinheiros. Foto: Divulgação

 

31/01 – domingo

Bloco DOM DOM
Horário: 14h
Local: Avenida Guilherme Dumont Villares 1210 em frente ao bar Dom Villas – Morumbi

 Bloco Filhos da Foto
Horário: 10h30
Local: Alameda Barão de Limeira, 1500 – Santa Cecília

Família sem conflito
Horário: 13h
Local: Grêmio Recreativo Esportivo Sem Conflito – Freguesia

Cordão do Congo
Horário: 14h30
Local: Rua Raulino Galdino da Silva, 310 – esquina com a Rua Araujo Guimarães – Jardim Maritesla

PitbulBanguela
Horário: 14h
Local: Esquina das Ruas Catão com Camilo – Lapa

Bloco da Vovó
Horário: 14h
Local: Rua Doutor Ribeiro De Almeida, 151 – Lapa

Associação Recreativa Social, Cultural, Bloco Carnavalesco Gafanhoto Verde
Horário: 14h
Local: Rua Bartolomeu de Torales, 7 – Tucuruvi

Unidos do Jardim São Paulo
Horário: 15h
Local: Centro Empresarial e Metrô Jardim São Paulo

Bloco da Abolição
Horário: 12h30
Local: Rua Santo Antônio (Esquina com Rua da Abolição) – Centro

Banda do Fuxico
Horário: 13h
Local: Largo do Arouche

Acadêmicos do Baixo Augusta
Horário: 16h
Local: Avenida Consolação, entre a Av. Paulista e a Rua Antônio Carlos

Acadêmicos da Nove de Julho
Horário: 10h30
Local: Rua Itapeva, 240 (Esquina com Rua Pamplona) – Bela Vista

A Massaroca
Horário: 15h
Local: Rua Dr. Cesário Mota Jr., 552 – Bairro Vila Buarque

Bloco Eco Campos Pholia
Horário: 16h
Local: Avenida Luiz Gushiken esquina Rua Frederico Grotti – Jardim São Luís

Bloco do Tio Gal
Horário: 14h
Local: Rua Evans – Penha

Bloco Carnavalesco Recreativo União Vila Esperança
Horário: 14h
Local: Rua Cumaí, 170 – Vila Esperança

Bloco Carnavalesco É do Balacobaco
Horário: 15h
Local: Largo Nossa Senhora do Rosário – Penha

Espalhafatos
Horário: 15h
Concentração: Centro Cultural da Penha

Bloco é pequeno mais balança
Horário: 13h30
Local: Rua Mirandinha – Vila Matilde

Comunidade da Vila Favela Chic
Horário: 13h
Local: Rua Isabel, 185 – Vila Esperança

Banda Deco
Horário: 11h
Local: Avenida Engenheiro Heitor Antonio Eiras Garcia, 943 – Butantã

Sotero-Paulistano
Horário: 13h
Local: Rua das Olimpíadas – Vila Olímpia

Bloco do Binguelo
Horário: 16h
Local: Esquina da rua Mateus Grou com Rua Arthur Azevedo – Pinheiros

Lanterna Prime
Horário: 12h
Local: Rua Fidalga, 531 – Vila Madalena

Fervo da Vila
Horário: 13h
Local: Praça Rafael Sapienza, 149 –  Vila Madalena

Bloco do Ó
Horário: 9h30
Local: Rua Horácio Lane, 21 – Vila Madalena

Bloco Sambavenção
Horário: 9h
Local: Rua Felipe de Almeida, próximo da Praça Rafael Sapienza – Vila Madalena

Bloco Folia Sem Fim
Horário: 13h
Local: Rua Pacuí, 192 – Ipiranga

Carnabelém
Horário: 15h
Local: Largo São Jose do Belém – Belém

Bloco Tatuapé
Horário: 12h
Local: Rua Serra de Botucatú, 1933 – Tatuapé

Bloco Amigos da Vila Mariana
Horário: 12h
Local: Rua Pelotas, 619 – Vila Mariana

Bloco Vá Tomá na Cupecê
Horário: 11h
Local: Av. Cupecê, 1350

Monobloco
Horário: 10h
Local: Obelisco do Ibirapuera/ Av. Pedro Alvares Cabral

Bloco Carna Bronks
Horário: 13h
Local: Rua João Amado Coutinho – Jaraguá

Bloco Carnavalesco Ton Ton Do Vila Ede
Horário: 11h
Local: Rua Santo Antonio de Lisboa –  Vila Ede

Batucada da Alfaia
Horário: 15h
Local: Rua Alfaia Rodrigues – Jabaquara

Bloco do Fervo
Horário: 12h
Local: Av. Luiz Dummont Villares x Rua São Leôncio – Tucuruvi

Quizomba
Horário: 10h
Local: Avenida Tiradentes, próximo ao metrô Tiradentes e Pinacoteca

Sovaco de Cobra
Horário: 12h
Local: Rua Marambaia, 802 – Casa Verde

 Cordão Samba De Tempo
Horário: 13h30
Local: Rua Miguel Rachid, 997 – Ermelino Matarazzo

Pilantragi
Horário: 14h
Local: Avenida Professor Alfonso Bovero com Rua Caraíbas – Perdizes

Bloquinho Carnavalesco Tindôtetê
Horário: 13h
Local: Esquina da Major Sertorio com a Rua Cesario Mota Jr.

Cordão Bibitantã
Horário: 14h
Local: Rua Albuquerque Lins (esquina com a Rua Brigadeiro Galvão)

As Virgens do Minhocão
Horário: 16h
Local: Largo Santa Cecília

Rolezinho das Crioulas
Horário: 14h
Local: Rua Inácio Pereira da Rocha, 170 – Vila Madalena

Bloco Gambiarra + Tiago Abravanel
Horário: 15h30
Local: Avenida Brigadeiro Faria Lima, esquina com Rua Padre Carvalho – Pinheiros

Amauri Folia
Horário: 12h
Local: Rua Amauri, 334 – Itaim

Taca-Le Pau
Horário: 16h
Local: Beco do Batman – Vila Madalena

Cordão Carnavalesco Confraria do Pasmado
Horário: 11h
Local: Avenida Faria Lima com a Padre de Carvalho – Pinheiros

Bloco Nois Trupica Mais Não Cai
Horário: 13h
Local: Esquina da Rua Inácio Pereira da Rocha com a Rua Fidalga – Vila Madalena

Bloco Carnavalesco União da Sul
Horário: 14h
Local: Rua Ruben de Oliveira, 437 – Cocaia

Bloco do Zé e da Maria
Horário: 16h
Local: Esquina da Rua Inácio Pereira da Rocha com a Rua Fidalga – Vila Madalena

Chá da Alice
Horário: 14h
Local: Avenida Faria Lima, altura do número 64 em frente ao Bar Pirajá – Pinheiros

Bloco do Tucanistão
Horário: 14h
Local: Largo de Arouche

Astecão
Horário: 16h
Local: Avenida Ipiranga esquina com a São Luiz – República